sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

A Esclerose não me impede de nada


Fonte: Acervo pessoal
Quando se fala em doenças neurodegenerativas, a maioria das pessoas logo pensa em limitações. quando se fala em Esclerose Múltipla então, só falta as pessoas me abraçarem rsrsrsrs, digo, com dó mesmo, mas logo afirmo que fui diagnosticada com sugestão da doença em 2014, mas desde lá tenho uma vida completamente normal e ela não atrapalhou em nada: danço, canto, gritoooo, estudo. Sabemos que a doença é progressiva e não tem cura, mas não podemos ficar estacionados esperando a vida passar, enquanto for possível vamos curtir sim!!!

Fonte: acervo pessoal
Aqui compartilho mais uma situação em que eu deixo a Esclerose de lado. É tanta foliaaaaa, principalmente nessa época de carnaval, que vou desfilar pelo primeiro ano na minha escola do coração Vai-Vai. É uma mistura de ansiedade e responsabilidade, mas confiança que tudo já deu certo. Pensem na emoção!
  
Desde o diagnóstico sugestivo da doença foi fundamental o apoio da família e amigos no meu dia a dia. A doença não me impede de fazer nada. Considero-me uma pessoa com uma saúde perfeita e acho que qualquer pessoa que receba um diagnóstico assim pode viver bem e feliz. 


Só para finalizar, o enredo promete emoções de verdadee, e é isso, não podemos parar, somos mais fortes que a Esclerose sim!!

Ainah Carvalho
Jornalista



Jornalista, 23 anos, apaixonada por futebol, pelo Corinthians e shows de pagode. "Tenho Esclerose Múltipla, mas posso ter uma vida normal."





4 comentários:

  1. ah, para você é fácil. é quase humilhante para uma pessoa como eu. esclerose é fim da linha.
    game over

    ResponderExcluir
  2. Tenho EM diagnosticada desde maio de 2003. Faço uma vida normal desde entao.
    Por dia faço 10 km de caminhada. Sabe-me estar com a natureza. Tenho emprego com mt trabalho. Casada, uma filha, vida de casa sem empregada, e cuido da minha mãe ao fim de semana. Mais normal que esta vida?
    Nem me lembro que tenho EM.
    Força. Força de vontade.
    Bjnhs

    ResponderExcluir
  3. Tenho a sentença da esclerose desde maio/1986. Tomo interferon e baclofeno. Canso-me a caminhar, falta de força e de equilíbrio. Podem-me aconselhar para melhorar a forma física?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  4. É muito bom saber que muitos de nós, não se deixam abater pelas dificuldades e limitações que nossa patologia nos causa . É isso aí, o importante é não desistir de tentar
    Força aí guerreiros !

    ResponderExcluir