quarta-feira, 3 de maio de 2017

Colocando a EM na balança





Em 2007, quando tive o diagnóstico de Esclerose Múltipla, meu mundo caiu! E, com o tempo, essa sensação ruim foi aumentando...

A falta de equilíbrio que já me rondava à tempos foi ficando maior. Até cheguei a ouvir, saindo de uma “balada”, um garoto que gritou : “não sabe beber, olha o que acontece! rs”, ao me ver encostada num poste esperando a tontura passar.

Pensei: “eu nem bebo!!!” Minha reação imediata foi gritar como se estivesse falando com meu amigo que sempre me acompanhava nas noitadas: “tá vendo? A gente nem bebe nada, tem labirintite e acham que enchemos a cara na balada!” Na época do acontecido ainda achava que era uma simples labirintite de fundo emocional.

Amigos... eu achava que tinha vários! Sempre íamos pra baladas, eu ia na casa deles, nas festinhas, nas viagens... Mas foi a EM começar a mostrar suas garras com maior falta de equilíbrio, a diplopia nos olhos, a perda da noção de profundidade me impedindo do dirigir, a falta de forças nas pernas etc, para 90% destes “amigos” sumirem.

Colocando tudo isso na balança, hoje vejo que a EM tem muitas coisas ruins, mas tem coisas boas também!!! A balança acabou ficando equilibrada! A cada dia  um novo aprendizado e uma dúvida a menos em minha cabeça sobre o que é estar com Esclerose Múltipla.

A EM me fez conhecer novos amigos, pessoas que não tinham nenhum interesse em minha pessoa a não ser eu mesma!

Isso é maravilhoso! Me fez ver o mundo de outra maneira. Respeitar mais os idosos, os deficientes, as grávidas e todas as pessoas, pois somos todos iguais e somente respeitando podemos ser respeitados!

Me fez perceber que não adianta ficar tão nervosa quando quero fazer uma coisa e não consigo, pois ficar nervosa vai me deixar pior ainda e corro o risco de ter novos surtos de esclerose. E, se eu tiver novos surtos, posso piorar meu estado físico. Mas ainda estou aprendendo a ser mais calma! rs

Então, como não tem remédio, remediado está!!!

A sensação ruim foi, aos poucos, diminuindo.


Colocando a EM na balança, percebo que hoje em dia a balança está, na parte emocional, equilibrada!




Isamara Cardoso Pimentel



Publicitária aposentada por invalidez
Diagnosticada com esclerose múltipla desde 2007



5 comentários:

  1. Escrevi tanto e mvejo que sumiu! azz

    ResponderExcluir
  2. Quando fui diagnosticado a um ano e meio atrás foi uma libertação para mim, antes tudo que fazia tinha um comentário pejorativo, preguiça, anti social,cachaceiro e etc, como eu ficava chateado e hoje como sou feliz agora, não por deixarem de falar mas por entender que não sou preguiçoso, cachaceiro, anti social e etc.

    ResponderExcluir
  3. É assim mesmo que a gente mesmo sem equilíbrio consegue equilibrar a balança.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada gente ! Juntos somos fortes !

    ResponderExcluir