segunda-feira, 15 de maio de 2017

Técnicas de relaxamento


Fonte: Google imagens
Como nem todos puderam estar presentes na oficina de abordagens corporais realizada no dia 29 de abril de 2017, falaremos um pouco no post de hoje sobre nosso corpo e como podemos cuidar dele.

Nosso corpo é o espaço no qual vivemos, onde sentimos e expressamos nossas emoções. É nele que descontamos o estresse do dia a dia, é ele que absorve todas as energias de todas as situações que vivenciamos.

Mas nos dias atuais, com a correria do cotidiano, a preocupação muitas vezes está focada no desempenho eficiente dos papéis ocupacionais (estudante, trabalhador, pai, mãe, dona de casa, cuidador etc) e esquece-se de cuidar de si próprio.

Por isso é muito importante reservar um tempo para cuidar do próprio corpo e da saúde (física e espiritual) para usufruir de uma melhor qualidade de vida em todos os âmbitos.

Uma forma simples que pode ser utilizada para cuidar da saúde é por meio do uso de técnicas de relaxamento que, entre outros resultados, proporciona redução do nível de estresse e controle da ansiedade.

A seguir, duas técnicas simples que podem ser realizadas em casa. Lembrando que é importante estar com a postura reta (sentado ou deitado). Vestuário confortável, ambiente calmo e música tranquila auxiliam no processo de relaxamento.

1. Respiração Diafragmática

Consiste no ato de inspirar lentamente, sentindo o ar descer até o abdômen, procurando fazer da sua barriga um balão expandindo, e em seguida expirar deixando todo o ar sair, como se estivesse esvaziando o balão. Veja a imagem abaixo, atentando-se às setas.

Fonte: Google imagens

2.  Relaxamento Progressivo de Jacobson

Consiste na técnica de contrair (tensionar) um músculo por alguns segundos e em seguida relaxá-lo. A seguir um exemplo para relaxamento da musculatura do ombro, no entanto, o exercício pode ser realizado com todos os demais músculos do corpo.

Fonte: Google imagens
Num primeiro momento o resultado pode ser de difícil percepção, mas é uma questão de treino. Com a prática, sua execução torna-se mais tranquila e os resultados perceptíveis.

Tire um tempo só para você. Dez a quinze minutos por dia são suficientes. Cuide de você, pois para cuidar dos outros, é preciso estar bem consigo mesmo!

Luci Takiuchi
Terapeuta ocupacional




Graduada em Engenharia de Produção pela Faculdade Mauá em 2004 e em Terapia Ocupacional pela Faculdade de Medicina do ABC em 2016. Atualmente é terapeuta ocupacional do Centro de Tecnologia e Inclusão em São Paulo. Diretora técnica da ABCEM.





Stephanie Santos
Terapeuta ocupacional

23 anos, Terapeuta Ocupacional (CREFITO: 18065-TO) formada pela Faculdade de Medicina do ABC,Pós Graduanda em Psicomotricidade pela FMU. Atualmente atua como terapeuta ocupacional no Espaço Arte Psico, em São Bernardo do Campo, e na Clínica Ceccat,o em São Caetano do Sul. Artesã nas horas vagas, e apaixonada por viagens (as literárias também).




Nenhum comentário:

Postar um comentário