segunda-feira, 12 de junho de 2017

O cônjuge e a EM


Fonte: http://espacorecomecar.com.br/blog-amarracao-amorosa/como-trazer-o-amor-de-volta-2/maos-dadas-amor-novamente/

Minha esposa foi diagnosticada com esclerose múltipla em 11 de setembro de 2014. Inesquecível, uma vez que na mesma data, em 2001, a queda das torres gêmeas do World Trade Center abalava o mundo.

Até então, esclerose múltipla era algo desconhecido e distante de nossas vidas e conhecer, entender e aprender a conviver com ela foi e é um desafio. Mas não maior do que outras situações que a vida nos impõe. É aí que se descobrem as verdadeiras relações e se estamos sendo honestos em responder que estamos realmente dentro.

A missão do cônjuge é propiciar a melhor qualidade de vida para a companheira com EM e não falo de recursos materiais. Assumir responsabilidades na educação dos filhos, nas atividades domésticas e nas rotinas familiares não custa nada, mas faz toda a diferença na relação do casal.

Cuidar da companheira com EM não é perguntar se ela está sentindo dor ou fadiga, mas trabalhar para reduzir o estresse e a ansiedade que a doença por si só já traz. Para tanto, é preciso mudar a cultura de que as atividades acima não pertencem ao mundo do homem.

Costumo fazer uma massagem rápida na minha esposa pela manhã e isso lhe dá um conforto. Pequenas mudanças de atitude colocarão problemas cotidianos e, mesmo a esclerose múltipla, em segundo plano e a relação do casal se fortalecerá.


Newton Marchioni
Empresário



Sou Newton Marchioni, tenho 52 anos, empresário e casado com Camila Zucareli há 15 anos.






5 comentários:

  1. Parabéns pela atitude de cuidar de sua esposa, Newton ! Já soube de muitos casos em que o marido abandona a esposa quando ela é diagnosticada com EM !

    ResponderExcluir
  2. Parabéns marido!!!!!...na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, amando-te e respeitando.....somos um só e quando casamos, casamos para fazer outro feliz e consequentemente seremos FELIZES!!!!!
    Convivo com esclerose à 21 anos.....com o amor do marido fica fácil.....

    ResponderExcluir
  3. Minha esposa tem EM, ja no começo do namoro ela me explicou o que é a EM. É isso não me afastou dela. Me deu mais força para continuar com ela. Hoje casados, vamos fazer 3 anos juntos. Quero mais a vida toda ao lado dela. Sempre ajudando. Amo muito minha esposa.

    ResponderExcluir
  4. Já tem uns 5 anos que minha esposa foi diagnosticada com EM. Desde o primeiro dia de namoro ela me explicou o que era. Mas isso não me fez distanciar, fiquei mais forte para ajudar ela nos momentos difíceis. Sempre estando ao lado dela é ajudando no que é possível. Já estamos juntos a 3 anos, quero é mais ficar ao lado dela todo o tempo.

    ResponderExcluir
  5. O meu diagnóstico foi no final de 2013, desde então vieram muitos desafios, sequelas, sintomas que se agravaram...hoje com bastante dificuldade para caminhar, algumas limitações físicas, o meu esposo tem sido um verdadeiro companheiro, me ajuda diariamente, me encoraja sempre...não deixa a peteca cair, sou agradecida por ter alguém tão especial e dedicado ao meu lado.

    ResponderExcluir