terça-feira, 13 de junho de 2017

O estresse e a esclerose múltipla


Fonte: /www.emparaleigos.com


“Aprender a lidar com situações de stress pode ajudar a melhorar a qualidade de vida de pessoas que sofrem de esclerose múltipla, retardando a progressão da doença e evitando o surgimento de novos danos no cérebro desses pacientes.”

(http://veja.abril.com.br/saude/controlar-o-stress-ajuda-no-tratamento-da-esclerose-multipla)


O estresse pode levar o paciente com  esclerose múltipla a um surto. Digo isso com conhecimento de causa, pois, todas as vezes que me estresso, sofro com um novo surto. 

E então, o que devemos fazer?? Pois vivemos vidas estressantes. 

O estresse é algo inevitável e temos que conviver com ele. Na verdade, um pouco dele é até positivo. O problema é quando o estresse é excessivo e traz prejuízos. E quando alguém tem EM esses prejuízos podem realmente ser importantes.

O que eu aprendi durante esses 5 anos convivendo com a EM é que  uma das maneiras de se lidar com o estresse tem a ver com a forma como enfrentamos a doença.

No inicio eu era muito ansiosa, estressada e acabei tendo vários surtos seguidos que chegaram a me deixar na cadeira de rodas e, quando estava no fundo do poço, parei e pensei numa maneira de enfrentar tudo isso e me reerguer. Procurei ajuda médica (psicólogo e psiquiatra), passei dois anos fazendo psicoterapia e aprendi a controlar o meu nível de estresse e ansiedade.

Hoje, a casa pode estar pegando fogo que continuo tranquila e serena. Não vou dizer que seja fácil, mas vale a pena tentar. Se você é contra ajuda médica, busque um meio de lidar com os fatores estressantes na sua vida, seja através de conversas com amigos, fé, meditação, família; o meio não importa, o que importa é o fim.

Walcilene Saraiva Gomes
Professora



Nascida em Manaus, 43 anos, mãe de 2 filhos: Delice de 18 anos e Gabriel de 15 anos. Casada há 20 anos com Carlos Alberto, é professora licenciada da Secretaria Municipal de Educação de Manaus, graduada em pedagogia. Diagnosticada com esclerose múltipla em agosto de 2012.




Nenhum comentário:

Postar um comentário