sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Medos


Fonte: http://www.mestresdainfluencia.com.br/autoconfianca-por-tras-do-medo/

Todos falam do medo de morrer que sentiram quando descobriram a Esclerose Múltipla. Mas poucos falam dos medos que aparecem depois.

Quando eu descobri a Esclerose Múltipla em minha vida, não senti medo. Depois ele foi aparecendo... Primeiro foi o medo de ficar sozinha, pois havia acabado de me separar e meu sonho sempre foi ser uma esposa, cuidar do marido e da casa. Depois veio o medo de quedas, pois quem iria cuidar de mim se eu quebrasse algum osso? Depois o medo de dirigir, já que eu não estava mais enxergando direito. Depois o medo de não dirigir nunca mais quando parei de dirigir. Mas esses medos foram indo embora, pois fui me acostumando com as situações.

Sei que não vou conseguir dirigir nunca mais. a não ser aqueles carrinhos de bate-bate dos parques de diversões! rs

Tomo mais cuidado, hoje, para evitar quedas.

Sozinha? Aprendi que não estou sozinha nunca, pois estou comigo!

Os medos aparecem em várias situações. Mas temos que ser inteligentes! Vai adiantar alguma coisa ter medo? Respondo que SIM, uma vez que o medo nos faz ser mais fortes, nos faz aprender a contar mais conosco mesmo e sermos humildes para pedir um auxílio quando precisamos, sem ter vergonha disso.

Aconselho aos demais “esclerosados” a deixarem o medo de lado quando este te atrapalhar de fazer algo.

O medo é como a fé: tem que ser RACIOCINADO!!!


E não se morre de Esclerose Múltipla!!!


Isamara Cardoso Pimentel



Publicitária aposentada por invalidez

Diagnosticada com esclerose múltipla desde 2007





3 comentários:

  1. O medo paralisa a mente e nos torna refém da falta de iniciativa, nos fazendo cada vez mais procastinar diante da vida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão, Vilma ! Mas temos que lutar contra essa "paralisia" que o medo nos traz !

      Excluir
  2. esse tal de medo é bem chato mesmo!fui diagnosticada tem mais ou menos 7 8 anos atras,graças a deus tenho minha familia filha de 9 anos(nunca fui casada),mas tenho sonho de ter minha casa,meu lugar,minha familia.depois que tive minha filha por ter parado de tomar o remedio injetavel e voltado apos um tempo depois que ela ja estava sem ser amamentada no seio ,eu fiquei continualmente sendo internada no hospital passava mais tempo no hospital do que em casa,por conta da gravidez eu os corticoides eu cheguei a pesar 82 kilos e 2oo,hj graças a deus estou com 56...mas passei uma luta enorme ,faço tudo na casa dos meus pais,so nao voltei com a confiança de andar so em publico,mas sera trabalhado isso com o pilates que começarei em setembro agora.vou continuar com a faculdade...pra dar jeito na vida e fazer com que meus sonhos se tornem realidade...

    ResponderExcluir