terça-feira, 12 de setembro de 2017

Acessibilidade: ainda falta muito?


Fonte: http://turismoadaptado.com.br/blog/2011/06/24/casa-de-eventos-sem-acessibilidade-e-multada-em-dez-mil-reais-pela-subprefeitura-de-itaquera/

Ando com auxílio de um andador de rodas, pois não tenho mais o equilíbrio para dar dois passos sem cair. Sem o andador preciso ter algo em que me apoiar.

Outro dia fui numa padaria na qual, quando não tinha dificuldade alguma, ia sempre. Ao chegar lá já vi dificuldades. Andar pela padaria com o andador era impossível,  pois não havia espaço. Para pedir o pão eu teria que passar por um lugar em que o andador não tinha como atravessar, uma vez que do lado esquerdo havia uma geladeira de sorvetes e do lado direito gôndolas com produtos. Ainda bem que eu estava com meu marido e ele foi até lá pra mim.

Precisei ir ao banheiro e não encontrei banheiro para pessoas com deficiências. Se existia deveria estar longe ou sem sinalização, pois eu não vi. Ainda bem que eu ainda consigo ficar em pé me apoiando, senão não conseguiria ir ao banheiro pois o andador não coube nele.

Percebo que ainda falta muita coisa para todos terem a chamada ACESSIBILIDADE. 

Muitas vezes me pergunto: e um cadeirante? E uma pessoa que não consegue se levantar ou que não tem equilíbrio para ficar em pé mesmo se apoiando? Eu mesma poderia ter comprado muito mais coisas se conseguisse andar pelo local todo! A gente percebe que os funcionários tentam ajudar, mas e os proprietários dos locais?

Ainda tem muita coisa em matéria de acessibilidade que precisa ser feita. E não é somente em comércios, é em residências também! Muita gente ainda sobe escadas. Não estou sendo pessimista, mas REALISTA: e quando não conseguirem mais subir? 

Sabemos que por mais exercícios e fisioterapias que façamos, a Esclerose Múltipla é uma doença degenerativa e que um dia, mais cedo ou mais tarde, vamos precisar andar com o auxilio de uma bengala, andador ou cadeira de rodas. Será que vamos ter dinheiro para comprar e instalar em casa um elevador ou aquela cadeira para subir escadas?


Enquanto não conseguimos a verdadeira acessibilidade, vamos nos virando. E isso é até bom, pois temos que colocar nosso cérebro para trabalhar! E se não conseguir fazer sozinho, exercite o “pedir ajuda, pois, ainda temos pessoas muito boas no mundo!



Isamara Cardoso Pimentel



Publicitária aposentada por invalidez

Diagnosticada com esclerose múltipla desde 2007






Nenhum comentário:

Postar um comentário